7 livros para você ler em casa

Por Matheus Duarte, professor do Colégio Unilavras

Quem aí gosta de ler? Hoje o professor Matheus, do Colégio Unilavras, trouxe algumas dicas de livros! Confira abaixo as indicações literárias preparadas com muito carinho!

 

O meu pé de laranja lima – José Mauro de Vasconcelos

Esse clássico entre crianças e adultos é, provavelmente, o marco na vida de muitos leitores. O livro nos enlaça e faz o convite lindo para conhecermos um mundo fantástico e pueril em que Zezé, agora, diante de uma nova realidade, precisa se adaptar a casa nova e, também, aos novos problemas que a família enfrenta.

E é nesse contexto que o menino torna “Minguinho”, o pé de laranja lima, seu novo amigo e confidente. “Meu pé de laranja lima”, de José Mauro de Vasconcelos, é uma chance de entendermos a importância do afeto na construção do sujeito e, também, um grande impacto, principalmente, para quem decide se aventurar na literatura.

 

Ana Z., Aonde vai você? – Marina Colasanti

O livro “Ana Z., Aonde vai você?” é uma das produções literárias da grande autora Marina Colasanti. A narrativa conta a história de uma adolescente que, ao entrar em um poço para recuperar uma das contas de seu colar, descobre uma outra realidade cheia de grandes aventuras.
Enquanto a protagonista, Ana Z., viaja pelos mais diferentes espaços, indo, por exemplo, de um sarcófago até as torres de um palácio, ela também passa por um movimento de autodescoberta.

 

O auto da compadecida – Ariano Suassuna

Essa é uma obra inenarrável! É uma experiência para os leitores, porque os anos passam e essa continua sendo uma das grandes produções nacionais. A narrativa de “O Auto da Compadecida”, ambientada no sertão da Paraíba, conta a história de João Grilo e Chicó, distintos personagens da literatura brasileira, que enfrentam a realidade dura da desigualdade social no país e tentam driblar a fome, a miséria, a falta de abrigo, por meio da esperteza, pela real necessidade de existir. Como pode Suassuna ter sido tão genial na escrita e nos entregar esse presente?

 

Contos de Aprendiz – Carlos Drummond de Andrade

“Contos de Aprendiz” é a primeira aventura de Drummond no mundo dos contos, por isso se considerou um “Aprendiz” dessa escrita. O poeta de Itabira, que até então tornava versos suas relações com o outro, com ele mesmo e com o mundo, selecionou 15 contos que tratam de temas variados, desde a loucura como uma característica indissociável das cidades pequenas, até mesmo sobre o mistério por trás do furto de uma rosa no cemitério. Ao contrário da escrita que já nos habituamos, o autor não nos apresenta, na maioria dos contos, um final resoluto, mas, antes, aguça no leitor a possibilidade de criar sua própria teoria do que pode ter acontecido.

 

Venha ver o pôr do sol e outros contos – Lygia Fagundes Telles

Seguindo a lógica de contos que não definem o destino de seus personagens, essa indicação é para quem gosta de mistérios e narrativas que nos tiram do sério! Em “Venha ver o pôr do sol e outros contos”, Lygia Fagundes Telles reuniu oito narrativas que nos colocam em conflito com nós mesmos!

São histórias não muito extensas, mas que provocam em nós, leitores, a catarse de inúmeras maneiras, isto é, alguns podem terminar a leitura com a sensação de não a ter compreendido, ou se apaixonar pela complexidade psicológica que os enredos e os personagens encerram. Uma dica para essa leitura é um “Clube do Livro Virtual”, para que haja uma discussão.

 

Cenas Brasileiras – Rachel de Queiroz

Rachel de Queiroz era avessa a possibilidade de escrever uma biografia sobre sua vida, segundo ela, para conhecê-la é necessário apenas que leiam seus livros. “Cenas Brasileiras” é uma reunião de crônicas em que a autora apresenta sua visão sobre o Brasil em diversas faces.

Nessa obra ela escreve, por exemplo, sobre as questões indígenas, que são retratadas em “Mationã”, apresenta a formação diversa da identidade nacional na crônica “Mimiro”, discute as marcas da religião na construção cultural, entre inúmeras outras questões que legitimam o sujeito brasileiro.

 

Capitães de Areia – Jorge Amado

O romance de Jorge Amado é um importante expoente do Modernismo, o movimento literário que objetivava resgatar o Brasil para os brasileiros. A narrativa conta a história de Pedro Bala e seus companheiros enfrentando a miséria e o descaso, mas que, em grupo, reafirmam a importância um do outro para solucionar os problemas. Os personagens, que vivem em um trapiche, denunciam a desigualdade e a violência pelas ruas da Bahia, mas que também nos apresentam um panorama do Brasil como um todo.